A Cultura Científica de professores da Educação Básica: a experiência de formação a distância na Universidade Aberta do Brasil – UFMG

Utilize este link para referenciar este recurso externamente: https://canal.cecierj.edu.br/recurso/16855

  • Título: A Cultura Científica de professores da Educação Básica: a experiência de formação a distância na Universidade Aberta do Brasil – UFMG
  • Autor(es): Jéssica Norberto Rocha e Maria das Graças Conde Caldas
  • Instituição: Fundação Cecierj
  • Área: Divulgação Científica
  • Disciplina: Artigos
  • Tipo: Documento
  • Nome original do arquivo: DissertacaoJessicanorberto_versao_FINAL_digital_2013.pdf
  • Tamanho: 4.7 MB
  • Data: 04/07/2017
  • Código do Recurso: 16855
  • Descrição: Dissertação de Mestrado - Para a educação de qualquer pessoa no mundo contemporâneo, é fundamental a noção
    sobre o que acontece em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), isto é, seus principais
    resultados, seus métodos, usos, riscos e limitações, bem como os interesses e determinações
    que governam seus processos e aplicações. Para além da educação formal e da educação
    científica, a construção de uma Cultura Científica na sociedade também depende de diversos
    fatores do meio social, que muitas vezes pertencem ao universo do ensino não formal,
    como o acesso a meios de informação diversos, a centros de ciência e cultura, a espaços de
    debates cívicos, a opções culturais, como teatro, cinema e feiras, entre outros. A criação do
    imaginário científico da criança e do jovem é muito influenciada pelo discurso do professor
    em sala de aula, principalmente pela forma como este relata, aborda e discute temas ligados
    à CT&I, pelo material didático utilizado e pelo valor que dá às atividades fora da sala de
    aula, como visitas a museus, jardins botânicos e feiras de ciências, entre outras atividades.
    Por esse motivo, o presente estudo objetivou identificar e analisar a Cultura Científica de
    professores e futuros professores da Educação Básica, alunos do curso de Pedagogia a
    distância UAB/UFMG, para refletir sobre o processo de formação e desenvolvimento dessa
    cultura, bem como avaliar suas práticas pedagógicas para o Ensino de Ciências e discussões
    sobre CT&I. O trabalho, que se configura como Estudo de Caso único (YIN, 2001), inclui
    pesquisa bibliográfica e documental, análise dos dados quantitativos e qualitativos, coletados
    a partir da aplicação questionários baseados em pesquisas de Percepção Pública da Ciência
    e das entrevistas semiestruturadas realizadas com uma estratificação da amostragem geral
    e a triangulação de informações, dados e evidências. O corpus do estudo é constituído por
    um universo de 155 cursistas de cinco municípios/polos, do interior de Minas Gerais, do
    curso de 2011 (Araçuaí, Campos Gerais, Formiga, Governador Valadares e Teófilo Otoni).
    Os resultados do trabalho apontam que existe interligação e interdependência dos oito
    anéis da Cultura Científica do professor (modelo criado pela pesquisa), sendo eles: Perfil
    sociodemográfico; Cultura, leitura e espaços científico-culturais; Assuntos de interesse;
    Hábitos informativos; Informação científica; Participação em assuntos de CT&I; Imaginário
    sobre CT&I e sobre o cientista; e Prática pedagógica. A pesquisa revela, ainda, que existem
    lacunas de aparelhos culturais e de acesso à informação de qualidade nas regiões onde
    xii
    mora esse público, com prejuízos importantes na formação científica e cultural e na prática
    pedagógica dos professores. A maioria dos professores considera importante o uso da mídia
    na sala de aula como recurso didático motivador do aprendizado, porém acreditam que as
    notícias de CT&I têm uma linguagem complexa e de difícil entendimento. Ficam, também,
    patentes, as expectativas não contempladas no curso, principalmente sobre didática na sala
    de aula, como exemplos de como proceder em diferentes situações e sobre quais recursos
    paradidáticos podem ser utilizados para dinamizar as aulas. A partir deste trabalho, espera-se
    abrir caminho para futuras investigações em programas de Divulgação Científica e Cultural
    e o fortalecimento da área de estudo no país.
© Canal CECIERJ 2019